Mais de cinco toneladas de crustáceos comercializados ilegalmente são apreendidos na Bahia

Alguns animais encontrados ainda estavam vivos e foram soltos pelos agentes no habitat natural.

Operação conjunta apreendeu 5,6 toneladas de crustáceos  — Foto: Secretaria de Segurança Pública da Bahia

Operação conjunta apreendeu 5,6 toneladas de crustáceos — Foto: Secretaria de Segurança Pública da Bahia

Mais de cinco toneladas de crustáceos comercializados ilegalmente foram apreendidos nas proximidades do entroncamento de Salinas da Margarida, recôncavo baiano.

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP-BA), foram encontrados 5,5 toneladas de caranguejos e 100 quilos de guaiamu que seriam vendidos nos bares e restaurantes da região.

A operação conjunta entre equipes da Companhia de Polícia de Proteção Ambiental (Coopa), 14º Batalhão de Polícia Militar (BPM/Santo Antônio de Jesus) e o Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema) ocorreu na sexta-feira (22), mas só foi divulgada neste sábado (23).

Segundo a SSP, a ação de fiscalização tem como objetivo reprimir a captura e comercialização dos animais durante período de defeso – época em que a caça é proibida para permitir a reprodução das espécies.

Durante a operação, alguns animais encontrados ainda estavam vivos e foram soltos pelos agentes no habitat natural. Ainda segundo a SSP, os proprietários dos animais apreendidos foram notificados.

Apreensão ocorreu nas proximidades do entroncamento de Salinas das Margaridas — Foto: Secretaria de Segurança Pública da Bahia

Apreensão ocorreu nas proximidades do entroncamento de Salinas das Margaridas — Foto: Secretaria de Segurança Pública da Bahia
Alguns animais encontrados ainda estavam vivos e foram soltos no habitat natural — Foto: Secretaria de Segurança Pública da Bahia

Alguns animais encontrados ainda estavam vivos e foram soltos no habitat natural — Foto: Secretaria de Segurança Pública da Bahia