Justiça aceita denúncia do MP e suspeito de agredir jovem após confusão na BA se torna réu por tentativa de homicídio qualificado

Cayan Lima foi atacado com socos e pontapés após separar uma briga em Salvador. Ele teve traumatismo craniano e ficou internado por cinco dias.


Cayan foi agredido, sofreu traumatismo craniano e chegou a entrar em coma — Foto: Reprodução/TV Bahia

O Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) aceitou denúncia do Ministério Público do estado (MP-BA) e o jovem suspeito de agredir o estudante Cayan Lima Silva Santana, de 19 anos, em Salvador, se tornou réu por tentativa de homicídio qualificado.

A decisão, deferida pelo juiz Paulo Sérgio Barbosa de Oliveira, da 1ª Vara do Tribunal do Júri, foi publicada na consulta do processo nesta segunda-feira (16). Além da denúncia, o MP também solicitou o recolhimento do passaporte do acusado, contudo, o pedido não foi aceito.

Guilherme Machado foi indiciado pela Polícia Civil por lesão corporal grave — Foto: Reprodução/ TV Bahia

Guilherme Machado foi indiciado pela Polícia Civil por lesão corporal grave — Foto: Reprodução/ TV Bahia


O acusado foi identificado como Guilherme Machado da Silva, de 21 anos. Em julho, ele foi indiciado pela Polícia Civil por crime de lesão corporal grave. No entanto, o crime foi revisado pelo MP antes da denúncia.


De acordo com a decisão da Justiça, Guilherme Machado tem 10 dias para apresentar resposta à acusação, por escrito, especificando as provas e as testemunhas que pretende anexar ao processo. Ainda não há data prevista para o julgamento.

Caso

Cayan Santana teve traumatismo craniano após agressão em Salvador  — Foto: Arquivo Pesoal

Cayan Santana teve traumatismo craniano após agressão em Salvador — Foto: Arquivo Pesoal

O crime ocorreu no dia 3 de julho, no bairro de Ondina. Cayan foi agredido com pontapés e socos depois de separar uma briga entre amigos e outros envolvidos.

Os jovens tinham acabado de assistir ao jogo Brasil x Argentina pela Copa América, na área verde do Bahia Othon Palace, quando houve a confusão. A situação ocorreu do lado de fora do estabelecimento.

Imagens de uma câmera de segurança mostraram o momento em que Cayan foi agredido com um soco e caiu desacordado no chão, já do lado de fora de um hotel. O vídeo também mostra que, mesmo inconsciente, ele continuo sendo agredido.

Após a agressão, Cayan teve traumatismo craniano e ficou cinco dias internado.